19 de fev de 2013

Ilha Comprida - SP - 50 km pela Praia

Quando estava descendo para o nosso encontro lá em Urubici, pensei assim vou aproveitar estes dias de folga e vou esticar até o Rio Grande do Sul e vou descer para o Chui pela praia do Cassino e mesmo com a ajuda do Geovane e do Leão que foram até lá próximo e colheram informações que respaldavam minha ida, porem conversando com o Larroque lá de pelotas, me aconselhou a não ir só, ainda mais se eu não tivesse informações exatas da Maré e do Vento que vem do Sul, Achei prudente adiar esta pretenção e escolher uma época mais adequada, já que 5 dias era muito apertado para arriscar ir tão longe e dar com burros n'água.
Foi então que conversando com o Lúcio Bot eu tive a ideia de subistituir os 240 km de Cassino e Ermenegildo por 50 km de Ilha Comprida, ótima decisão, senti o gostinho de pilotar na areia da praia, colhi lindas fotos, treinei para a futura viagem ao Chui pela praia e ainda retornei mais cedo para casa. Show!!

Ainda quase de madrugada na primeira balsa do dia
deixava Cananeia rumo a Ilha Comprida.

Ao fundo Ilha Comprida


Quando vi esta placa,
 retornei até a balsa onde fui informado para seguir tranquilo
 que a proibição valia só para os domingos...Fuiii


Inacreditavelmente a praia estava completamente limpa
não encontrei sequer uma banda de coco para usar como quenga,
improvisei com este Pet que eu levava refrigerante.
Bem longe e ainda avistava a imponente Ilha do Cardoso.

Deixando Rasto ou Rastro?

Espelho de Água, Show!!


Depois de 30 km o primeiro lugarejo chamado de Pedrinhas

Pedrinhas

Não é o tamanho da maquina que nos leva,
 e sim, o tamanho da vontade de estar lá.

A maré começou subir,
o rio derrepente foi ficando largo e fundo, por um triz!!




Aqui na ponte para  Iguape
me despedia daquela manha magica na Ilha Comprida

Vale das Pontes do Rio Bracinho

Seguindo a dica do amigo Luiz Lima, la estava sentido Grão Para - SC, quando parei num bar na vila Aiuerê e conversando com Santino dono do bar ele me disse que conhecia um caminho ainda mais aventureiro, que ao invés de seguir para Grão Para voltasse até a Ponte aos pés da Serra do Corvo Branco e dobrasse a direita sentido a Serrinha, acertei em cheio era exatamente o caminho que eu gostaria de encontrar e que eu rebatizei de Vale das pontes do Rio Bracinho, uma pena a falta de tempo não ter me permitido aproveitar melhor aquela região repleta das nascentes dos principais rios de Santa Catarina.


Ao fundo e ainda vigiado pela Serra do Corvo Branco


















SP - 193 A Estrada mais Antiga do Brasil - Trilha do Peabiru

Quando 15 anos atras para desviar da tediosa Regis Bitencort perguntando aos locais de Jacupiranga fui informado que havia uma estradinha de terra que ligava Jacupiranga ao litoral, e por ela desci até Cananeia...Aquele caminho ficou em minha cabeça e eu sempre dizia, qualquer hora faço aquele caminho novamente e dessa vez voltando do Sul resolvi matar a saudade da SP - 193 e assim fiz, fazendo todo percurso até Cananeia novamente.
 E não é que agora pesquisando no Google descobri que aquela estradinha de terra se trata da Estrada mais Antiga do Brasil e se não bastasse descobri também que ela coincide com o Caminho Do Peabiru o que a faz então, uma das estradas mais antigas das Américas. Surpreendente! Não é atoa que meu instinto sempre pedia meu retorno por lá.

A estrada foi aberta por Pero Lobo em 1531 a mandado de seu irmão Martim Afonso de Souza. O caminho coincide com a trilha indígena milenar do Peabirú, trecho Canha, cheia de lendas e histórias. Seu traçado é extremamente lógico, reto e plano por isso preferido até hoje.  Fonte :http://diariodeiguape.com/2010/09/04/aniversario-sp-193-comemorara-479-anos-de-espera/

                         Peabiru o caminho milenar do Brasil

O caminho, ramificado em diversas trilhas, parece possuir ao todo cerca de cinco mil quilômetros, sendo 1200 km dentro do território do Brasil. Forrada por um tipo especial de grama miúda e macia, tão fechada que impedia o crescimento de qualquer outra espécie de vegetal, mantendo a passagem sempre livre, a misteriosa e hoje quase desconhecida estrada, com um metro e quarenta de largura, serviu para os conquistadores europeus alcançarem a notável civilização Inca por terra, anos antes de Francisco Pizarro destruí-la quase completamente. Leia mais emhttp://www.brasilazul.com.br/peabiru.asp

Para quem deseja conferir, é facil,
pegar saida 475 da Regis sentido Curitiba em Jacupiranga
  vá até o viaduto  vire a  esquerda siga reto e já esta na SP 193

Imaginar este caminho recoberto de grama amassada,
 me remete aos ancestrais  do Peabiru

Para mim valeu a pena conhecer  e saber  um pouco da historia
 da estrada mais antiga do brasil



Encontro final da SP 193 de terra com a SP  226 asfalto,
 próximo a Porto Cubatão - Cananeia

Balsa para Cananeia partindo de Porto Cubatão

Portal da Cidade de Cananeia - 

18 de fev de 2013

Serra do Corvo Branco

Das Serras Catarinenses a do Corvo Branco é a que mais gosto! Magica!
















Quando termina de descer a serra olha para traz e vê esta paisagem,
e não ter uma palavra para quantificar a felicidade de poder estar ali ,
 melhor não dizer nada, deixar esta sensação do silencio e só.